quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Governo da Bahia recorre ao uso de drones no combate à dengue


O combate à dengue na Bahia ganhou mais uma aliada: a tecnologia. O Governo do Estado deu início ao uso de drones como nova estratégia para identificar, em áreas de difícil acesso, focos do mosquito Aedes aegypti, vetor de transmissão da dengue, zika e chikungunya.

Nesta primeira semana da operação promovida pelo Governo do Estado, através da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), do Corpo de Bombeiros e dos municípios, um drone sobrevoou bairros das cidades de Piripá e Jacaraci, no sudoeste baiano. As imagens capturadas pelos equipamentos são analisadas pelos agentes de endemias que conseguem identificar locais com acúmulo de água parada e possíveis criadouros do mosquito, facilitando a ação das equipes e tornando o combate mais eficaz.

Fonte: SSP/Ba

Segundo UNICEF Brasil, 56% das crianças do 2º ano do Ensino Fundamental não aprenderam a ler e escrever no Brasil


No momento em que milhões de meninas e meninos voltam às aulas em todo o País, o UNICEF faz um alerta: mais da metade das crianças do 2º ano do Ensino Fundamental (56,4%) da rede pública não está alfabetizada no Brasil, segundo os últimos dados disponíveis. A alfabetização, etapa fundamental da trajetória escolar de crianças e adolescentes, precisa ser prioridade em todos os municípios brasileiros. É urgente implementar o Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, investindo em práticas pedagógicas eficazes, voltadas tanto às crianças em idade de alfabetização, quanto àquelas que não aprenderam na pandemia e ficaram para trás.

Dados do SAEB 2021, os últimos disponíveis no País, revelam que 56,4% das crianças do 2º ano do Ensino Fundamental da rede pública não foram alfabetizadas na faixa etária esperada (mais sobre a avaliação ao final deste release). Elas se somam a outros milhares de meninas e meninos no Brasil que estão na escola, sem saber ler e escrever. O cenário, que já preocupava antes da pandemia de covid-19, se agravou ao longo dela – saltando de 39,7% de crianças não alfabetizadas no 2º ano do Ensino Fundamental na rede pública em 2019 para 56,4% em 2021 –, levando a uma crise urgente, que precisa ser enfrentada em cada município brasileiro, com apoio de todos os Estados e do Governo Federal.

“Ciclos de alfabetização incompletos impactam sobremaneira a trajetória escolar de crianças e adolescentes, acarretando reprovações e abandono escolar. Sem saber ler e escrever, a criança não consegue aprender, acompanhar as atividades escolares e seguir em frente”, explica Mônica Dias Pinto, Chefe de Educação do UNICEF no Brasil. “O estudante vai sendo reprovado uma, duas, três vezes, abandona a escola, tenta retornar, e vai ficando em atraso escolar. Sem oportunidades de aprender, ele acaba sendo forçado a deixar definitivamente a escola”, complementa.

terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Santa Casa de Misericórdia de Valença: MEGA AMBULATÓRIO OFERECE PRÉ-OPERATÓRIO PARA DIVERSAS CIRURGIAS


No dia 1º de Março, a partir das 7h, o Mega Ambulatório estará oferecendo um pré-operatório especial para pacientes que irão passar por cirurgias como Colecistectomia, Histerectomia, Hérnia Inguinal, Hérnia Umbilical, Hérnia Epigástrica, Laqueadura e Vasectomia. Este evento é direcionado para pacientes com idades entre 18 e 70 anos.

Todos os pacientes interessados devem estar devidamente cadastrados no sistema Lista Única. Para realizar o cadastro, basta procurar a Secretaria de Saúde do seu município e seguir as orientações.

Durante a consulta, os pacientes deverão levar os seus exames realizados previamente (pré-operatório), os médicos irão avaliar os exames e verificar se o paciente está apto para o procedimento cirúrgico.

Para mais informações e agendamento, entre em contato com o Mega Ambulatório pelo telefone (75) 9904-8674.

Não perca esta oportunidade de garantir um pré-operatório completo e tranquilo para sua cirurgia. O Mega Ambulatório está aqui para cuidar da sua saúde com qualidade e eficiência.

Campanha de prevenção às infecções sexualmente transmissíveis atinge mais de 700 mil pessoas


O Ministério da Saúde realizou uma ampla campanha de comunicação, por meio de mensagens de voz e SMS, para alertar o povo brasileiro sobre a importância da prevenção contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) durante o último Carnaval. A iniciativa conseguiu atingir cerca de 790 mil pessoas em todo o país, que receberam o alerta de prevenção.

A iniciativa consistiu no envio de 95.455 mensagens de voz diretamente, destacando a necessidade de reforçar práticas preventivas contra as IST durante o carnaval. Os resultados apontaram que mais de 38 mil pessoas não apenas receberam, mas efetivamente ouviram e absorveram as mensagens, indicando a eficácia da estratégia em alcançar e engajar a população na ação.

A campanha também incluiu o envio massivo de 946.072 mensagens por SMS, das quais 755.861 foram entregues com sucesso aos destinatários. Nelas, foram abordados temas como Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), Profilaxia Pós-Exposição (PEP), além da importância do uso de preservativos. A iniciativa foi uma parceria entre a Ouvidoria-Geral do Sistema Único de Saúde (OuvSUS), a Assessoria de Comunicação Social da pasta e o Departamento de HIV/Aids, Tuberculose, Hepatites Virais e IST (DATHI).

Segundo a ouvidora-geral do SUS, Conceição Rezende, “a campanha foi um sucesso e uma forma de contribuir para que brasileiras e brasileiros aproveitassem o Carnaval com consciência, cuidado e informação”. Este ano, o ministério adotou o slogan ‘Carnaval, respeito e proteção #TemQueTer’ e veiculou peças de comunicação na TV aberta, no rádio e em locais de grande circulação de pessoas em todo o Brasil.



Fonte: Ministério da Saúde

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Últimos dias para redes aderirem ao Pé-de-Meia​


A primeira fase do Programa Pé-de-Meia é a adesão das redes (federais, estaduais, distrital e municipais) ofertantes do ensino médio, que ocorre por meio da assinatura do termo de compromisso e da indicação dos representantes responsáveis pelo envio dos dados mensais dos estudantes ao Ministério da Educação (MEC). A adesão deve ser realizada até domingo, 25 de fevereiro, por meio do módulo Pé-de-Meia do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec). Somente os perfis dos secretários estaduais e municipais de Educação e dos reitores das instituições federais que ofertam ensino médio regular podem acessar o módulo no Simec e fazer a adesão.  

A partir da assinatura do termo de compromisso, as redes públicas ofertantes de ensino médiodeverão colaborar com o MEC na execução do programa, por meio do compartilhamento de informações dos matriculados no ensino médio e, quando for o caso, de seus representantes legais. A cooperação dos sistemas de ensino possibilitará o acesso de seus estudantes ao incentivo financeiro, conforme previsto na Lei n. 14.818/2024, que instituiu o Pé-de-Meia.   

Envio das informações – O primeiro período para as redes enviarem ao MEC as informações dos estudantes matriculados no ensino médio será de 29 de fevereiro a 8 de março, mediante o Sistema Gestão Presente (SGP). O conjunto mínimo de dados obrigatório (CMD) a ser fornecido pelos sistemas de ensino ao MEC está definido na Portaria nº 83/2024, que estabelece as normas e os procedimentos para a gestão do Programa Pé-de-Meia. 

O MEC organizará formações para os operadores responsáveis indicados pelas redes participantes do Programa Pé-de-Meia entre 23 de fevereiro e 8 de março. 

O não compartilhamento das informações pelos sistemas de ensino nos prazos previstos no Termo de Compromisso poderá causar o não pagamento dos incentivos relativos ao período em que as informações não foram compartilhadas. O MEC disponibilizou o endereço eletrônico pedemeia@mec.gov.br para as redes de ensino ofertantes tirarem dúvidas sobre o Programa Pé-de-Meia. 

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Daniel Alves é condenado a 4 anos e meio de prisão por estupro em boate de Barcelona


O jogador brasileiro Daniel Alves recebeu a sentença de 4 anos e meio de prisão, nesta quinta-feira (22/2), pela agressão sexual de uma mulher espanhola em dezembro de 2022. A leitura da pena só era esperada para o dia 7 de março, mas a juíza responsável pelo processo adiantou a resolução do caso.

Ex-atleta do Barcelona e do São Paulo, Alves tomou conhecimento da sentença pouco mais de duas semanas após o julgamento. A decisão é do Tribunal Superior de Justiça da Catalunha e foi despachada pela juíza Isabel Delgado. A defesa do brasileiro ainda pode recorrer à mesma Corte e ao Supremo Tribunal da Espanha.

Segundo comunicado do tribunal, ficou provado que a vítima não consentiu com o ato e que existem elementos de prova, além do depoimento da denunciante, que comprovam a violação. “O arguido agarrou abruptamente a denunciante, atirou-a ao chão e, impedindo-a de se mexer, penetrou-a pela vagina, apesar de ela ter dito que não, ela queria ir embora.”

“Isto obedece ao tipo de ausência de consentimento, ao uso da violência e ao acesso carnal”, continua. Além dos 4 anos e meio de prisão, ele permanecerá 5 anos com liberdade vigiada e 9 de afastamento da vítima.

O brasileiro foi acusado de agressão sexual por ter supostamente violado uma jovem de 23 anos no banheiro da casa noturna Sutton, em Barcelona, ​​na noite de 30 de dezembro de 2022.

A acusação do caso, capitaneada pela advogada Ester García, pede que o atleta seja sentenciado à pena máxima pelo crime de estupro na Espanha, que é de 12 anos. Já o Ministério Público permaneceu coerente ao seu primeiro pedido de 9 anos de prisão do jogador. Em ambos os casos, também era exigida uma indenização no valor de 150 mil euros.

A defesa do brasileiro pede a absolvição e, em caso de condenação, que sejam aplicados os atenuantes de abuso de bebidas alcóolicas, reparação de danos e violação do direito fundamental do acusado.

Fonte:Metrópoles